quinta-feira, 30 de junho de 2011

Violões da UFRJ Ao Vivo na Rádio MEC

Foto: Márcia Carnaval

Irei me apresentar com o Violões da UFRJ, no dia 08/07 às 17h, no Auditório Alceu Bocchino da Rádio MEC. Na ocasião, o grupo será a atração desta edição do programa "Sala de Concerto" produzido e apresentado pelo radialista Lauro Gomes.
Durante o programa, estarei ao lado dos violonistas André Trindade, Cyro Delvizio, Fabrício Eyler, Túlio Gomide e Tuninho Duarte, e interpretaremos clássicos do repertório internacional de violão.

Nosso sexteto, criado a 7 anos, conta com a direção musical do violonista Bartholomeu Wiese e executará obras de importantes compositores e temas folclóricos dos países hispano-latinos, além de peças escritas pelos seus próprios integrantes. Dentre os compositores interpretados destacam-se Agustín Barrios, Astor Piazzolla, Leo Brouwer, Enrique Granados, George Bizet e Nicanor Teixeira.

Esse recital faz parte de uma iniciativa que o grupo vem empreendendo desde o ano passado. Assim, nessa ocasião, o público poderá conferir o resultado de quase dois anos de intercâmbio cultural estabelecidos com artistas, instituições e órgãos públicos do Brasil e da Espanha.

Com isso, também queremos agradecer aos apoiadores que vem viabilizando essa iniciativa durante este tempo, que são: Ministério da Cultura do Governo Federal, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundación Cultural Hispano-Brasileña, Casa do Brasil - Colegio Mayor Universitario, Escuela Municipal de Musica Pablo Calsals, Instituto Cervantes e Rádio MEC.


Os interessados em acompanhar a performance do Violões da UFRJ podem assistir ao vivo e gratuitamente a apresentação no auditório da rádio, com senhas de acesso distribuidas com 1 hora de antecedência, ou sintonizar o rádio na frequência 98,9 Mhz FM.

A Rádio MEC fica na Praça da República, 141 - Centro / Rio de Janeiro.
E-mail: ouvinte@radiomec.com.br
Telefone: (21) 2117-7853



Foto: Márcia Carnaval

Inovação na Música: O Violão de 13 Cordas



Alguns artistas prezam pela inovação. Esse é caso do violonista Mark Anthony McGrath, que se especializou na execução musical do violão de 13 cordas.

Mark é músico e estudou no DIT Conservatory of Music, um importante conservatório da Irlanda onde graduou-se em performance musical.

O desenvolvimento desse violão foi realizado em parceria por Mark e pelo luthier Harry McCormick, e teve como principal motivo recriar no violão algumas características do alaúde barroco.
 
Ouça abaixo algumas performances do artista..




quinta-feira, 23 de junho de 2011

Didgeridoo - O Som dos Aborígenes Australianos


Esse instrumento rústico e exótico é capaz de gerar benefícios para a saúde, segundo estudos empreendidos pelo British Medical Journal, sobre seu poder de reduzir o ronco e a apnéia do sono, e também por uma dupla de estudantes universitários do curso de Naturologia, da Universidade Anhembi Morumbi, que comprovaram os efeitos terapeuticos do Didgeridoo.

Mais uma vez, podemos notar que a música para o ser humano exerce um papel mais profundo do que ser apenas um canal de entretenimento. E isso está na maioria das vezes vinculado a culturas tradicionais e populares. Leia também a publicação sobre o Efeito Mozart.

Uma curiosidade à parte diz respeito à técnica utilizada para fazer soar o instrumento. Essa técnica consiste no que chamamos de respiração circular, que é um processo onde o músico inspira e espira o fluxo de ar entre o ambiente e o sistema respiratório ao mesmo tempo.

Abaixo seguem performances do músico William Barton.










segunda-feira, 20 de junho de 2011

Sonor Guitar Duo no Brasil, Dias 27 e 30 de Junho



O duo formado pelos instrumentistas André Figueroa (Brasil) e Mille Bureau (Dinamarca), ambos radicados em Barcelona, virá pela primeira vez ao Rio de Janeiro para apresentar seu trabalho e falar sobre a música espanhola e sobre a cultura do violão.

O Sonor Guitar Duo é especializado em interpretar as obras dos compositores Antonio Vivaldi, Domenico Scarlatti, Ferdinando Carulli, Fernando Sor, Mauro Giuliani, Enrique Granados, Isaac Albéniz, Manuel de Falla, Quiroga, Satie, Ravel, Emilio Pujol, Astor Piazzolla e Egberto Gismonti. A pluralidade do repertório evidencia o caráter universal da dupla, que em 2011 vem realizando uma série de concertos em diversos paíse da Europa.

Durante sua passagem pelo Rio de Janeiro, o duo ministrará um master classe no próximo dia 27/06/2011 às 19:00h, no Instituto Cervantes, e no dia 30/06/2011, também às 19:00h, se apresentará na Associação Scholem Aleichem de Cultura e Recreação (ASA). O master classe é gratuito, porém deve ser feita a confirmação prévia de participação como músico prático ou ouvinte, pelo telefone (21) 3554-5910, ou pelo e-mail cultx3rio@cervantes.es. Já a apresentação terá ingressos vendidos a R$ 10,00 (inteira) no local.

O Instituto Cervantes fica no endereço: Rua Visconde do Ouro Preto, 62, Botafogo - Rio de Janeiro/RJ e a Associação Scholem Aleichem (ASA) é sediada na Rua São Clemente, 155, Botafogo - Rio de Janeiro/RJ.

Segue abaixo o vídeo musical da dupla e release dos integrantes..






RELEASES:
André Figueroa é formado em violão clássico pela Universidade Federal de Uberlândia MG (Brasil), com os professores Sandra Alfonso e Jodacil Damaceno. No mesmo período, combinou a sua carreira musical com estudos de filosofia na mesma universidade. Em 2000 ele se mudou para Madrid, Espanha, para relalizar seus estudos de pós-graduação com o professor Jorge Ariza Gutiérrez no Real Conservatório Superior de Música de Madrid. Atualmente realiza um mestrado em música na Universidade de Barcelona combinando ao mesmo tempo com a docencia de violão clássico e concertos.

Mille Bureau é licenciada em violão clássico pelo Det Kongelige danske musik konservatorrium (Real conservatório superior de música de Copenhaguem) com o professor Lars Trier. Em 1998 mudou-se para Granada, Espanha, para estudar flamencologia e história da música espanhola na Universidade de Granada. Em 1993, continuou a estudar violão clássico com Arnaldur Arnarson em Barcelona. Em 2004 completou seus estudos de pós-graduação em violão clássico no Concervatorio em Copenhague. Atualmente dá aulas de violão concertos e cursos sobre música espanhola.

domingo, 19 de junho de 2011

Mountain Dulcimer: O Saltério dos Apalaches


Esse é um instrumento típico na música folclórica norte americana. O Mountain Dulcimer é nativo da região sul dos Estados Unidos, nos Montes Apalaches.

O Saltério é um instrumento de sonoridade peculiar e, por incrível que pareça, bastante conhecido. O instrumento é utilizado com frequencia em trilhas sonoras de filmes épicos e temáticos.

Selecionei abaixo alguns trabalhos interessantes, com destaque para o músico Michael Futreal. Michael é natural de Warsaw, Carolina do Norte/EUA. Sua música é baseada na cultura dos apalaches nativos-americanos.




Outro fato interessante para os mais interessados é que já temos no Brasil uma empresa especializada na fabricação de instrumentos da família do Mountain Dulcimer, que além deste conta com Courting, Double-Neck, Banjo Dulcimer, Stick e o Bowed Dulcimers. Quem tiver interesse pode acessar o site da Dulcimer Brasil para mais informações.













sábado, 18 de junho de 2011

Bobby Singh e os Sons da Tabla



Bobby Singh é um músico indiano internacionalmente conhecido por divulgar a Tabla, instrumento tradicional de percussão da cultura do seu país composto por dois tambores, o menor que possui som agudo chamado de daya e o maior de som mais grave chamado de baya.

O som da Tabla é peculiar. Apesar de ser um instrumento percussivo, possui um brilho sonoro original devido sua riqueza de harmônicos e frequências ressoantes.

No vídeo abaixo, o músico descreve os sons da Tabla durante uma apresentação no TEDxSydney, em 2010. Para os mais interessados também segue uma imagem com indicações dos golpes básicos no instrumento.






sábado, 11 de junho de 2011

Violões da UFRJ Encerram Programação do"El Día E" no Rio de Janeiro



O Violões da UFRJ, grupo representativo da produção artística da Escola de Música da UFRJ, possui 7 anos de atuação e vem se destacando em palcos e salas nacionais e internacionais por sua maturidade sonora aliada ao foco na criação de repertório brasileiro original para a formação de seis violões.

Assim, para o "El Día E", evento internacional de celebração da língua espanhola promovido pelo Instituto Cervantes, o conjunto apresentará recital inédito que inclui importantes obras do repertório latino para o violão, e contará com a participação especialíssima da soprano Manuelai Camargo. Essa apresentação é aberta ao público e marca o estreitamento da relação que o conjunto vem promovendo com a cultura espanhola e sua comunidade artística, iniciado com a realização do projeto de intercâmbio cultural “Série Guitarras Brasil-Espanha 2010”.



O grupo conta com a direção artística de Bartholomeu Wiese e é integrado por André Trindade, Cyro Delvizio, Fábio Neves, Fabrício Eyler, Túlio Gomide e Tuninho Duarte.

O evento será dia 18/06/2011, às 19:00h, no Instituto Cervantes. Rua Visconde do Ouro Preto, 62, Botafogo/RJ.

Acesso: Metrô Botafogo

Estacionamento: Ruas Visconde do Ouro Preto, Muniz Barreto e Botafogo Praia Shopping
Gastronomia: Botafogo Praia Shopping






quarta-feira, 8 de junho de 2011

São João no Núcleo - Dia 11/06/2011




Neste sábado São Paulo vai se esbaldar com o Arraiá da Casa, no Centro Cultural Casa do Núcleo. O festejo começa às 15h, com ingressos a R$ 10,00. A Casa do Núcleo é situada na Rua Padre Cerda, 25, Alto de Pinheiros - São Paulo/SP.

Instituto Cervantes Promove Ciclo de Aulas Temáticas Sobre o Violão




Amigos, segue programação de interesse a músicos e aficcionados pelo violão, no Rio de Janeiro. Estou trabalhando no ciclo e recomendo a participação, os convidados são de alto nível!


O Instituto Cervantes do Rio de Janeiro está promovendo um ciclo internacional de aulas temáticas sobre o instrumento musical que possui maior apelo popular entre as culturas da Espanha e Brasil, o violão. A iniciativa visa complementar as atividades da consagrada série musical “Guitarríssimo” e ampliar o intercâmbio cultural entre artistas de ambos os países, e das demais culturas hispano-falantes.

O ciclo conta com direção artística de Bartholomeu Wiese e coordenação de Fábio Neves e compreende três encontros, durante os meses de junho, agosto e outubro de 2011, onde os palestrantes abordarão aspectos históricos, conceituais e estilísticos, além de performances ao instrumento.

Confira abaixo as datas de cada encontro:

  • 27/06/2011 - A Guitarra na Espanha | Sonor Guitar Duo
Sonor Guitar Duo é formado pela musicista Mille Bureau (Dinamarca) e pelo violonista André Figueroa (Brasil), ambos radicados em Barcelona. O duo realiza com freqüência recitais em países europeus e desenvolve repertório de música antiga, barroca, clássica e contemporânea. Para o encontro, apresentarão ao público a cultura do violão em Espanha e seus principais compositores e instrumentistas.

  • 08/08/2011 - A Influência da Cultura Espanhola para o Violão Brasileiro | Bartholomeu Wiese
Concertista e professor da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Bartholomeu Wiese (Brasil) apresentará a evolução histórica do violão no Brasil e a fusão da cultura nacional com elementos da estética musical espanhola, além de concatenar o assunto com a tese de doutorado em práticas interpretativas, que desenvolve na UNIRIO.

  • 10/10/2011 - A Riqueza Rítmica da Cultura Latino-Americana através do Violão | Arturo Medina
Compositor e violonista argentino, reside em Madrid há mais de quarenta anos e desenvolveu o conhecimento sobre os ritmos de diferentes culturas latino-americanas relacionadas ao papel musical do violão nas comunidades do México, América Central e América do Sul.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Música Popular Romena - Tiganeasca



A Romênia é um país localizado na Europa Oriental, bastante visitado por turistas devido a grande quantidade de castelos seculares em bom estado de conservação que abriga. Segundo a lenda, foi no Castelo de Bran onde viveu o Conde Drácula. Mas isso é história para outro momento...

Indo ao que interessa, na cultura local os romenos mantém uma tradição popular chamada Tiganeasca. Esse tipo de manifestação se desenrola com andamento musical rápido e uma articulação melódica "quente". Não sei precisar ao certo, mas a relação da música e do movimento dos dançarinos (à base de tapas pelo corpo) é vinculada de alguma forma ao ambiente frio do país.

Vale assistir...


domingo, 5 de junho de 2011

O Tempo e o Espaço na Música



Acabei de publicar a divulgação da apresentação que farei no dia 11/06/2011 (duo Pinho Brasil) e achei no YOUTUBE esse vídeo da Budapest Klezmer Band (grupo de música judaica), para exemplificar um detalhe que quero destacar aqui.

O caso é que a música é a arte expressa no tempo e não no espaço!

Digo isso, pois uma boa atração musical não está estritamente relacionada a um padrão de auditório ou Teatro. Ou seja, o espaço físico é apenas o meio no qual nos mobilizamos para recriar a atmosfera sonora necessária para dar vida à música. Assim, é interessante atentar que o universo atemporal da música pode se manifestar em qualquer lugar.

Vamos pensando no assunto. Mas por enquanto, vale curtir o som da Budapest Klezmer Band...

Vídeos:

Pinho Brasil no Parque das Ruínas

Foto: Carlos Alkmin

Para a apresentação no Centro Cultural Parque das Ruínas, no dia 11/06/2011 às 16h, o duo Pinho Brasil apresentará o show “Pinho Brasil – Madeira de Lei”, com repertório baseado em obras de compositores do Estado do Rio de Janeiro, além de músicas de estilos populares tradicionais.


O show é marcado pela performance inovadora dos músicos Fábio Neves (violão 8 cordas/viola caipira) e Márcio Valongo (bateria), que interpretarão arranjos elaborados para o espetáculo, com violão e viola caipira fazendo o contraponto entre as músicas urbana e rural; e, somando às cordas, a bateria evidencia os ritmos brasileiros e afirma o carater dinâmico e descontraído da apresentação.





Assim, o espetáculo segue as diretrizes do trabalho musical do Pinho Brasil, que vem associando sua atuação com as belezas arquitetônicas e com o patrimônio histórico da cidade. Dessa forma, o Centro Cultural Parque das Ruínas se destaca, pois funciona em uma casa restaurada pela Prefeitura do Rio, que pertenceu à maior mecenas das artes da cidade do Rio de Janeiro, Laurinda Santos Lobo e ao seu tio Joaquim Murtinho, ministro da Fazenda do governo Campos Salles e médico de grandes figuras da República. O local, em sua época, já sediava grandes saraus, atraindo os mais importantes artistas do país e personalidades internacionais.

Atualmente, o espaço tem uma intensa freqüência de público, dentre cariocas e turistas de todo o mundo. É composto por jardins, terraços panorâmicos e um mirante de 360 graus sobre a Baía da Guanabara e o Pão de Açúcar. Os visitantes também podem conferir o acervo do Museu da Chácara do Céu, que é interligado diretamente ao centro cultural.

O Centro Cultural Parque das Ruínas fica na Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa/RJ, e a apresentação será gratuita, com classificação etária livre.

P.S.: Estacionamento na Rua Murtinho Nobre.
Gastronomia no local (café do parque) e no bairro.
O evento será cancelado em caso de chuva.



sexta-feira, 3 de junho de 2011

Ciclo Violonístico de Niterói 2011



O mês mal começou e a edição 2011 do Ciclo Violonístico de Niterói já está de vento em poupa! O projeto iniciou com o recital do violonista e homenageado do evento Turíbio Santos, na última quarta-feira dia 01/06.

Ao todo serão cinco atrações musicais durante o mês, com recitais sempre às quartas-feiras a partir das 20h.
As próximas atrações serão:

  • 08/06 - Carlos Barbosa Lima
  • 15/06 - Guinga
  • 22/06 - Nícolas de Souza Barros
  • 29/06 - Helio Delmiro

O ciclo acontece no Teatro Municipal de Niterói, Rua XV de Novembro, 35, Centro - Niterói.



Lutheria, a Arte de Construir Instrumentos



Numa publicação anterior deixei o link com o processo de fabricação semi-industrial dos instrumentos de cordas. Agora quero mostrar que existem verdadeiros artistas que mantém a produção de instrumentos musicais de forma artesanal.

É o caso do luthier mineiro Vergílio Lima, que nasceu e mantém até hoje seu atelier em Sabará/MG. Como o próprio Vergílio relata, existe um impulso criativo que parte da necessidade de se trabalhar com as mãos. E claro que o contato com a música foi determinante para desvendar o caminho que o levou a se tornar um artesão reconhecido.

Leia a reportagem do site "Divirta-se", sobre o artista.

Posso falar ainda como músico, pois possuo um instrumento construído pelo Vergílio no qual gosto muito!






Foto: Tiago Poschi

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Brazil Guitar Duo

Foto: Janette Beckman


Alguns trabalhos musicais chegam a um nível de qualidade que encantam quem estiver assistindo, mesmo que a pessoa não tenha o hábito de ouvir determinado estilo. Já destaquei essa reação numa publicação anterior: Virtuosismo e Vivacidade Musicais.

Nos vídeos abaixo, o que mais me chamou atenção foi a naturalidade na qual João Luis e Douglas Lora, que integram o Brazil Guitar Duo, adquiriram ao apresentar seu repertório.

Acesse a matéria escrita por Zuza Homem de Mello sobre a dupla.