terça-feira, 5 de abril de 2011

Além da Experiência e do Consumo: Música para a Saúde do Corpo e da Mente



Seguindo com as publicações que tenho escrito junto com Alê Barreto, meu consultor e co-produtor junto aos projetos do Pinho Brasil, nesse post quero entrar um pouco mais a fundo nos efeitos que a música desperta em nosso organismo. Digo efeitos, pois esse ponto de vista vai além da noção de música para entretenimento.

Vou comentar aqui alguns benefícios que a música pode trazer para a saúde física e mental. Para isso, farei uso do artigo "Efeito Mozart", escrito pela pianista e pesquisadora Elza de Moraes Fernades Costa, também administradora do site Concertino - Portal de Pesquisa da Música Clássica.

Segundo Elza, "o Efeito Mozart é um termo usado para fazer referência aos poderes de transformação da música na saúde, educação e bem-estar. Representa, de uma maneira genérica, o uso da música para reduzir o estresse, a depressão e a ansiedade; induzir o relaxamento e o sono; restaurar o corpo; melhorar a memória e o estado de alerta."

Esse poder da música foi resultado de pesquisa empreendida por Alfred Tomatis, que constatou que a música de Wolfgang Amadeus Mozart estimulava as áreas criativa e motivacional do cérebro.

Mas o estudo do doutor Alfred Tomatis não traz resultado somente ao que tange à música de Mozart, a verdade é que cada estilo musical exerce determinada influência em nosso organismo. Segue abaixo a descrição de efeitos estimulados por alguns estilos musicais.

Efeito Mozart - Que tal praticar um pouco?

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário